Compartilhe no Facebook

2006 – Congresso Nacional de Cerâmica

No Congresso Nacional de Ceriamica 2006 do Museu Alfredo Andersen, uma promoção do Governo do Paraná e da Secretaria de Estado da Cultura, Norma ofereceu uma oficina e uma conferência. Veja abaixo os releases sobre eles:

Módulo, Multiplicação , Decomposição e Recomposição

A oficina propõe a exploração das possibilidades criativas na cerâmica escultórica através das formas multiplicadas em moldes pelo processo da fundição com barbotina, permitindo assim uma maior articulação de elementos que, por intervenções de cortes e moldagens artísticas, criam uma constante mudança na experiência especial, estendendo-a assim no tempo. Neste trabalho proposto, Norma reflete a questão do módulo, da sua reprodutibilidade técnica através de um aparato que pode ser uma máquina ou um molde, enfim algo que facilite e possibilite a reprodução em série. Tradicionalmente, a obra é conceituada como única, portanto, pensar em uma multiplicação foi uma maneira de transgredir o princípio do conceito da obra de arte como algo único. Na oficina proposta este processo-módulo, multiplicação, decomposição, ou recomposição possibilita a ampliação do campo criativo.

Lugar do Atelier: A poética e a técnica

O ateliê é um espaço onde o processo acontece e é como um caderno de esboços do artista, pois há uma performance rica e intimista neste espaço.
O que eu pretendo colocar é um processo de criação explicitado pela prática de ateliê – daí a importância do “lugar do ateliê”, que é um espaço onde há um regitro de singularidade de quem o usa, não importando as dimensões, nem a sofisticação, ou não, dos equipamentos – o que importa é que se trata de um espaço a ser preenchido. Meu ateliê é meu ponto de partida. Olho para trás e vejo, em perspectiva, o percurso trilhado que se encontra em um ponto: as origins de minha produção artística visual. A partir do ateliê, e num percurso retroativo, mostro a obra como manifestação da vida, pois considero que é nesse espaço que posso manifestar a totalidade de minhas preocupações, de ordem existencial, conceitual e estética, abrangendo também a prática e a técnica, tranformando-as em poéticas visuais.

Rua Fidalga, 960, Vila Madalena - São Paulo, SP, Brasil · (11) 3816 7447